• Amanda Alves

A melhor forma de remunerar os colaboradores


A maioria dos empresários brasileiros não sabe remunerar os próprios vendedores.


Isso tem se tornado, nos últimos anos, um grande problema dentro das empresas.


Afinal, é sempre interessante diminuir o custo operacional e aumentar as margens de lucro. Lucros chegam com mais vendas e mais vendas dependem da eficiência dos vendedores.


Então, ao falar sobre remuneração...


Salários fixos ou variados conforme desempenho? Qual é a melhor opção?


A verdade é que ambas são boas alternativas e podem ser utilizadas.


O que realmente vai fazer a diferença é a estrutura comercial da sua empresa, o estado atual e as visões que você, empresa e colaborador tem para o futuro.


No post de hoje eu vou te explicar detalhadamente a diferença entre eles


1. Quando é melhor um salário fixo?


Primeiro eu quero que você se coloque no lugar no vendedor.


Imagine que ele está no início de carreira, ou entrando agora na empresa, possui esposa, filhos e casa para cuidar. Esse vendedor seria alguém adepto ao risco?


Ele seria alguém que trabalharia apenas com metas e comissões? Dificilmente ele teria esse perfil (e isso não quer dizer que ele seja ruim!).


Para esse tipo de vendedor é ideal um salário fixo, com base no piso da profissão mesmo, e oferecendo comissões em caso de sucesso nas vendas. Por exemplo, R$ 500,00 a cada 10 vendas no mês. É importante que você consulte o contador da empresa para saber ser existe geração de caixa suficiente para isso.


Uma empresa só existe se realizar vendas, e vendas acontecem quando colaboradores estão felizes. Você precisa entendê-lo e criar uma atmosfera favorável.



2. Quando é melhor um salário variável?


Por salário variável entenda que estou falando de uma remuneração baseada apenas (ou em quase a totalidade) comissões sobre vendas.


Esse é um perfil de remuneração mais arriscado, porém, que traz mais retorno pros vendedores.


É por isso que boa parte deles, principalmente os mais eficientes, tem buscado remuneração por comissão nos últimos anos.


Afinal esse modelo é extremamente rentável quando falamos sobre mercado de luxo ou alto número de vendas. Vendedor produz mais, empresa fatura mais, todo mundo sai feliz através de comissões.


3. Poderiam ser as duas opções?


Um vendedor com salário fixo e variável ao mesmo tempo? Sim, é possível, aliás...


Esse é o "modelo ideal" dentro da maioria das estruturas comerciais, principalmente por dois motivos:


- Permite uma maior segurança para o colaborador

- O estimula a bater metas e produzir mais


É claro que nós vamos precisar de um pouco de atenção no lado financeiro da empresa. A proporção entre piso salarial e comissão precisa ser ajustada, afinal, nós não queremos pagar mais do que a empresa pode arcar.


É por isso que todo setor financeiro precisa estar alinhado com as visões e objetivos de longo prazo.


Se nós fôssemos resumir tudo...


Ambas as remunerações são ótimas para o seu time de vendas.


É necessário entender o seu vendedor. Como está a situação de vida dele no momento, experiências e, principalmente, ambições para o futuro.


Remunerações fixas são ótimas, principalmente no início. Comissões motivam vendedores a se esforçarem ainda mais.


O setor financeiro precisa estar altamente engajado dentro do planejamento da remuneração. Afinal, nós não queremos pagar mais do que a empresa tem condições de arcar.


O modelo híbrido é excelente pois permite segurança e motiva os colaboradores. Se estruturado com sucesso, é uma bela mina de ouro para o negócio.


Agora que você já sabe as principais diferenças entre remuneração fixa x variável...


É hora de arregaçar as mangas, reunir toda a cúpula da sua empresa e começar a reestruturar as remunerações, pensando sempre no próprio passo para o sucesso do negócio.


Se ficar alguma dúvida não deixe de nos consultar. Eu e minha equipe comercial estamos aqui para ajudar você e a sua empresa a venderem ainda mais!






7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo